8

Plantar e Cuidar da FACIT uniu alunos em prol do Meio Ambiente

Mais de 3 mil mudas de espécies nativas do Cerrado já foram plantadas desde o início do projeto em 2013

 

A Faculdade de Ciências do Tocantins – FACIT-TO há muito aboliu todo tipo de trote violento e vexatório, e deu aos seus acadêmicos a oportunidade de contribuir, mais uma vez, com uma causa maior, a preservação do meio ambiente por meio do projeto Plantar e Cuidar

Durante toda a tarde do último sábado (3), os recém ingressos na faculdade tiveram uma aula de preservação em uma palestra com representantes da Polícia Militar Ambiental, ajudaram no reflorestamento com o plantio de mudas frutíferas e curtiram o final da tarde ao som da banda de rock pop Superlativo.

Calouros dos cursos de Análise e Desenvolvimento de Sistemas, Odontologia, Administração e Radiologia (Superior Tecnólogo) são incentivados todos os semestres a realizar o plantio de mudas de espécies nativas do cerrado no campus II da faculdade.

A união faz a força

“Eu sozinha não sou muita coisa, mas juntos podemos fazer a diferença”. A fala de Valéria de Almeida exemplifica bem a força que a união tem quando o assunto é a proteção ambiental.

Valéria fez parte da primeira turma de Administração da faculdade e ajudou a plantar as primeiras mudas. Agora a ex-acadêmica trabalha como responsável pelos Recursos Humanos na própria FACIT-TO.

“É motivo de grande satisfação e honra ter feito parte da primeira turma a plantar uma árvore antes mesmo da faculdade estar nesse bloco de ensino”, destacou.

Desde que o Plantar e Cuidar foi iniciado, em 2013, mais de três mil mudas de espécies nativas do Cerrado foram plantadas no campus II e nas margens do Rio Araguaia. Esta última faz parte do projeto “Proteção da Mata Ciliar do Rio Araguaia”, uma extensão do Plantar e Cuidar.

A palestra

O soldado Paulo Rocha apresentou aos acadêmicos todas as responsabilidades da Polícia Militar Ambiental, além de adentrar no serviço diário e todas as áreas de atuação. Rocha elogiou a iniciativa da FACIT-TO de reforçar a consciência ambiental em seus estudantes.

“Promover o engajamento estudantil nas questões do meio ambiente faze dos alunos instrumentos multiplicadores de informação. Ao sair daqui eles vão repassar as informações para familiares e amigos, que por sua vez irão falar com mais pessoas”, disse.

Fomentando a responsabilidade ambiental

A diretora geral da FACIT-TO, Dra. Ângela Maria Silva, explicou que a faculdade está compromissada em fomentar o desenvolvimento sustentável e a responsabilidade ambiental em seus acadêmicos.

“Nós estamos deixando a assinatura na instituição com o plantio de árvores, estamos cumprindo tudo que temos proposto e motivando os alunos a participar de projetos ambientais. A sensação é de dever cumprido”, finalizou a diretora.

Neste semestre, houve pela primeira vez a participação do recém-formado Diretório Acadêmico, como explicou Mateus Lima, presidente do diretório. “Firmamos parcerias com a faculdade e fortalecemos a representatividade acadêmica nos projetos e próximos eventos”, destacou Mateus.

Mateus Sávio só vai cursar Análise e Desenvolvimento de Sistemas no segundo semestre, mas fez questão de participar do projeto. “É muito bom saber que por meio do trote consciente nós podemos fazer a diferença”, pontuou o futuro acadêmico.