8

FACIT lança novo curso superior tecnológo em Radiologia

A Faculdade de Ciências do Tocantins – FACIT-TO, de Araguaína, segue firme com os investimentos na educação superior de Araguaína e acaba de conquistar mais um feito importante: a Portaria 1020 de 27/09/2017 do Ministério da Educação autorizou o curso Superior de Tecnologia em Radiologia para a instituição araguainense.

O novo curso já começa com nota 4 (total de 5), será noturno, com duração de três anos (seis semestres), e ofertando 100 vagas por ano. O primeiro processo seletivo oferecerá 50 vagas e acontecerá junto ao tradicional Vestibular de fim de ano da instituição, no dia 29 de outubro.

Para a coordenadora Pedagógica da FACIT-TO, Denyse Mota, a chegada do curso superior de Radiologia mostra a preocupação da faculdade em oferecer cada vez mais opções de graduação acadêmica para a sociedade.

“Temos ainda outros pedidos de cursos, como Enfermagem, Medicina, Medicina Veterinária e Direito, porque entendemos que a Educação é o caminho mais sólido para diversas conquistas. O curso de Radiologia sem dúvida vai proporcionar a muitos estudantes e chance de aproveitar uma crescente demanda do mercado por profissionais da área e queremos formar cada acadêmico com o máximo de excelência”, afirma a coordenadora.

Atuação

O profissional graduado no curso Superior Tecnológico em Radiologia terá competência para atuar nas áreas de radiodiagnóstico, imaginologia, terapia e indústria. Um dos propósitos da formação é apreciar os avanços tecnológicos da área desde os primórdios da Radiologia, como os aparelhos radiológicos convencionais, até os equipamentos de alta tecnologia como a Tomografia por Emissão de Pósitron.

Ângela Maria Silva, diretora geral da FACIT-TO, destaca que, assim como os demais cursos de graduação da faculdade, a formação em Radiologia será voltada para questões mais amplas, que assegurem uma construção profissional generalista, humanista, crítica e ética do tecnólogo em radiologia na atualidade.

“Neste contexto, o curso preparará o acadêmico para trabalhar com a população em serviços de tecnologia de ponta, tornando-o um agente de orientação e de educação para a saúde, além de atuar nos programas de saúde do País”, pontua a diretora.